Exclusão de ICMS da base de cálculo da CPRB

Exclusão de ICMS da base de cálculo da CPRB

Por Gustavo Lucas Moreira Leite
Contribuinte vence no STJ disputa sobre créditos de PIS e Cofins
5 de março de 2018
Reforma do Sistema Tributário Brasileiro – PEC nº 45/2019
27 de maio de 2019
Exibir tudo

Exclusão de ICMS da base de cálculo da CPRB

Recentemente, a Primeira Seção do STJ julgou recurso repetitivo, em que decidiu que o valor do ICMS não integra a base de cálculo da Contribuição Previdenciária sobre Receita Bruta, tendo como relator a Ministra Regina Helena Costa.

Três recursos especiais foram afetados como representativos da controvérsia, quais sejam, os Resps 1.624.297, 1.629.001 e 1.638.772, sendo dois deles interpostos pela Fazenda Nacional e um interposto pela empresa Kyly Indústria Têxtil Ltda.

Seguindo entendimento do STF quanto à exclusão do valor do ICMS da base de cálculo do PIS e da Cofins, a Ministra votou no sentido de que o valor do ICMS não integra a base de cálculo da mencionada contribuição previdenciária. O STJ já vinha se manifestando contrário à inclusão do valor do ICMS na base de cálculo da CPRB.

A contribuição foi instituída pela MP n. 540/2011, convertida na Lei nº 12.546/11, que estabelece que a contribuição previdenciária incide “sobre o valor da receita bruta”.

Para efeito de receita bruta, excluía-se apenas “as vendas canceladas e os descontos incondicionais concedidos” e as expressamente previstas no Art. 9°, inciso II da Lei n. 12.546/11, mas para o STJ, o valor do ICMS não se incorpora ao patrimônio da empresa, pois ele é repassado para o Fisco. Por esse motivo, não está compreendido no conceito de “receita bruta da empresa”, sendo, portando, excluído da base de cálculo da CPRB.

A decisão é vinculante para todo o Poder Judiciário, logo, os tribunais deverão de imediato aplicar a tese firmada pelo STJ, conforme Art. 1.039 do CPC.

Ademais, as ações que antes estavam sobrestadas, por se tratarem de matéria idêntica, e as novas ações sobre tal matéria não seguirão a ordem cronológica, e terão preferência na máquina judiciária, conforme Art. 12, §2°, do CPC, o que diminuirá o tempo de tramitação das ações que tratam da citada matéria.

Fontes:

https://www.conjur.com.br/2019-abr-10/icms-nao-integra-contribuicao-previdenciaria-define-stjc

Lei n. 12.546/11

Lei n. 8.212/91

Lei n. 13.105/15

 

WhatsApp chat